quinta-feira, 24 de março de 2011

E as coisas?

Eu realmente não sei o que fazer com certas coisas que acontecem comigo. Às vezes despejo tudo, às vezes penso outras mil vezes, mas nunca, nunca finjo que certas coisas não estão acontecendo, isso conscientemente. É, porque o subconsciente tenta sim, fazer isso, de forma que "as coisas" se minimizem e não causem dor, felicidade...Ou o que quer que seja. Ele minimiza porque acredita que você não está preparado para enfrenta-las, mas quem disse?
Por outro lado, tentando resolver milhões de situações ao mesmo tempo a gente se desorienta e acaba perdendo o eixo das coisas(não que isso seja de todo o ruim...) e nem sempre faz o que realmente gostaria de fazer. Faz porque fez, faz por "osmose" e algumas vezes nem acredita no que fez porque simplesmente não colocou o coração ali.
Não sei o que eu quero dizer com tudo isso, mas acho que no fundo, o que falta pra mim são prioridades. Pra que caralhos eu vou colocar em primeiro plano algo que só me faz mal? Pra que caralhos eu vou dedicar boa parte do meu tempo pra algo que eu sei que só vai causar discórdia em mim? Não, não é fugir de coisas que me fazem mal...Mas é pensar que elas estão ali jogadas, de qualquer jeito e, o que realmente importa pra mim, está em pé, ao meu lado, me trazendo coisas boas. Foi-se o tempo, aquela pessoa não existe mais e "I R R E L E V Â N C I A" é a palavra chave para essas "coisas" que me fazem mal.

Um comentário:

  1. Eu sei o que você quer dizer com tudo isso. É o que eu diria.

    ResponderExcluir